Fabio Rubio Scarano

Print Friendly, PDF & Email
fabiorubioscaranoGraduado em Engenharia Florestal pela Universidade de Brasília (1986) e Ph.D. em Ecologia pela Universidade de St. Andrews, Escócia (1992). Realizou estágio pós-doutoral no Jardim Botânico do Rio de Janeiro (1992) É Professor Associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro (desde 1993) e membro da Linnean Society of London (desde 1995). Foi Professor Visitante na Universidade Tecnológica de Darmstadt, Alemanha (2002) e na Universidade de Minnesota, EUA (2003).Foi Coordenador da Área de Ecologia e Meio Ambiente na CAPES/MEC (2005-2011) e Diretor de Pesquisas Científicas do Jardim Botânico do Rio de Janeiro (2007-2009). Foi autor principal para o primeiro relatório do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC; 2011-2014) e para o quinto relatório de avaliação do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC; 2011-2014). A partir de 2015 passou a integrar o quadro de autores do Painel Intergovernamental de Biodiversidade e Serviços Ambientais (IPBES) como autor principal coordenador. Pertenceu ao quadro de líderes da ONG Conservation International, onde foi Diretor Executivo para o Brasil (2009-2011) e Vice-Presidente Senior para as Américas (2011-2015). Desde maio de 2015 é Diretor Executivo da Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável. Possui dois Prêmios Jabuti de Literatura, na categoria de Ciências Naturais: um segundo lugar em 2013, com o livro “Biomas Brasileiros: Retratos de um País Plural” e um primeiro lugar em 2015, com o livro “Mata Atlântica: Uma História do Futuro”.

ARTIGO

Por que o Brasil precisa do Instituto Nacional da Mata Atlântica?

Artigo-de-Opiniao-Scarano-1