MENSAGEM

A TERNURA

Vivemos um mundo que parece ter esquecido a TERNURA.
Um mundo marcado pela competição e pela lei do mais forte; um mundo onde tudo parece ter sido rigorosamente determinado; um mundo onde a gratuidade não conta.
Onde foi parar a ternura?
Conheci uma professora muito eficiente. Conhecia toda a matéria e era pontual na escola. Mas os alunos não gostavam dela, pois toda sua vida, seus atos estavam só marcados pelo dever.
Conheci um sacerdote zeloso talvez chegasse a ser santo, trabalhava muito, mas sua igreja recebia poucos fiéis. E estes poucos tinham de ouvir o seu mau humor  em relação aos que não estavam na igreja. Ele não conhecia a ternura, por isso ninguém gostava dele, nem de sua igreja, nem das verdades por ele pregadas.
Conheci um negociante muito dinâmico, com uma loja bem equipada , no melhor ponto da cidade, mas seus fregueses eram poucos. Ele tinha um estoque de muitos artigos, mas estava em falta de um produto de primeira necessidade : a  ternura.
Conheci um motorista extremamente hábil, mas estava sempre com a mão na buzina. Dizia que todos dirigiam mal e deveriam aprender com ele. Não conseguia saber porque todos tinham antipatia por ele ... Não conhecia a ternura.
A relação poderia continuar: um vizinho, um guarda de trânsito, um político, um funcionário público, um comunicador...
Todos eficientes, mas com poucos resultados.
Eles não investiam na TERNURA ...

*****

Ternura não é sinônimo de falta de personalidade.
Ternura é amar, mesmo quando é necessário dizer não.
Ternura é simpatia pelo outro, independente de virtudes, sabedoria, cor, idade ou capacidade.
Ternura é saber que o outro é importante.
Ternura é apostar na capacidade de crescimento de cada um.
Ternura é a atitude de Deus, que nos enviou Jesus como uma indefesa criança.
Ternura é a atitude de Jesus, buscando a ovelha perdida.
A ternura é necessária para os bons, pois eles merecem; e é necessária para os maus, pois só assim poderão mudar ...

*****