Escolha
 
logo FALE CONOSCO
shunya meditação mestres textos zen dzogchen links

O SOL MEU CORAÇÃO
da atenção à contemplação intuitiva
de Thich Nhat Hanh
Editora Paulus

PRÓLOGO

Os meditadores sabem desde o inicio dos tempos que precisam usar os próprios olhos e a linguagem de sua época para expressar seu insight. A sabedoria é um fluxo vivo, não uma estátua a ser preservada num museu. Somente quando o praticante descobre a fonte da sabedoria na sua vida é que ela pode fluir em direção às gerações futuras. Manter acesa a tocha da sabedoria é a tarefa de todos nós que sabemos como abrir um caminho através da floresta para poder seguir adiante.

Nosso insight e nossa linguagem são inseparáveis da época em que vivemos. Já há muitos anos o Oriente vem seguindo o Ocidente no caminho do desenvolvimento tecnológico e material, a ponto de negligenciar seus valores espirituais. Em nosso mundo, a tecnologia é a principal força por trás da economia e da política, mas aqueles que se encontram na vanguarda da ciência começaram a perceber algo semelhante ao que as disciplinas espirituais do Oriente descobriram há muito tempo. Se conseguirmos sobreviver à nossa época, o intervalo que separa a ciência e a espiritualidade desaparecerá, e o Oriente e o Ocidente se encontrarão no caminho que conduz à descoberta da verdadeira mente. Aqueles em quem as sementes desse importante objetivo já foram semeadas podem começar a trabalhar Imediatamente em direção a essa convergência, usando sua mente atenta do dia-a-dia.

- Este pequeno livro não foi escrito para exibir o conhecimento do autos (Na verdade, o autor não tem muito o que exibir.) Ele prefere ser um amigo em vez de um livro. Você pode levá-lo consigo no ônibus ou no metrô como o faz com seu casaco ou cachecol. Ele poderá lhe oferecer pequenos momentos de alegria em qualquer ocasião. Você poderá sentir vontade de ler apenas algumas linhas e depois fecha-lo e coloca-lo de volta no bolso, e ler outras poucas linhas em outra ocasião. Se você deparar com um parágrafo difícil ou complicado, simplesmente pule-o e experimente o seguinte. Você poderá voltar a ele mais tarde e talvez então descubra que, afinal de contas, ele não é tão complicado assim. O capítulo 5, que é o último, é bastante agradável de ler Você pode começar por ele se o desejar.

Por favor, recorra à sua experiência pessoal para compreender este livro. Não se sinta intimidado pelas palavras ou idéias que ele contém. Somente na qualidade de autor do texto você encontrará a alegria e a força necessárias para empreender a jornada da atenção em direção ao insight.
Thich Nhat Hanh
Janeiro de 1988