As palavras

 As palavras jamais conseguem transmitir

a beleza de uma árvore;

para a compreender, você precisa vê-la

com seus próprios olhos.

A linguagem não é capaz de captar

a melodia de uma canção;

para a compreender, você precisa ouvi-la

com seus próprios ouvidos.

Assim acontece com o TAO;

a única maneira de o compreender é vivencia-lo diretamente.

A verdade sutil do universo é indizível e impensável.

No entanto, os mais elevados ensinamentos

 são desprovidos de palavras.

Minhas próprias palavras não são o remédio, mas a receita;

 não o destino, mas um mapa para ajudá-lo a chegar até Ele.

Quando você chegar lá, tranqüilize a mente e feche a boca.

Ao contrário, empenhe-se em vivê-lo: silenciosa e integralmente,

com todo o seu ser harmônico.

Do livro HUA HU CHING  de Lao-Tze, mestre Taoista

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *