Anaxágoras

Anaxágoras (Filósofo pré-socrático) estudou também o problema do conhecimento humano e desenvolveu sobre o conhecimento uma idéia original. Ele divide o conhecimento em três estágios: 1 – a experiência e a sensação; 2 – a memória e 3 – a técnica. A experiência é o tópico central para o conhecimento humano, sem ela nenhum conhecimento seria possível. A experiência é a nossa relação com o mundo e implica na nossa sensibilidade para sentirmos as modificações dos objetos externos. O que nós vivenciarmos através das sensações vai ser depositado na nossa memória que é a nossa capacidade de conservar as experiências e os conhecimentos adquiridos. O acúmulo dos conhecimentos em nossa memória vai gerar a sabedoria e a sabedoria vai gerar a técnica que é a nossa capacidade de utilizar os conhecimentos para construir objetos e modificar a natureza.

Sentenças:
– Tudo está em tudo.
– Em cada coisa há parte de cada coisa.
– Não há um grau mínimo do pequeno mas há sempre um grau menor, sendo impossível que o que é deixe de ser por divisão. Mas também do grande há sempre um maior. E o grande é igual ao pequeno em composição. Considerada em si mesma, toda a coisa é a um tempo pequena e grande.
– A fraqueza dos nossos sentidos impede-nos de alcançar a verdade.
– Tudo tem uma explicação natural. A lua não é uma deusa, mas um grande globo de rocha e o sol não é um deus mas um imenso mundo em fogo.
– Prefiro uma gota de sabedoria a toneladas de riqueza.
– Medimos a grandeza de uma idéia pela resistência que ela provoca.

Ver: http://www.filosofia.com.br/historia_show.php?id=18

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *